Requisitos adicionais para a atracação de navios de transporte de carga viva.

PORTARIA N.º 194/DPC, DE 23 DE JUNHO DE 2016
Estabelece requisitos adicionais para a atracação de navios de transporte de carga viva.

O DIRETOR DE PORTOS E COSTAS, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Portaria n.º 156, do Comandante da Marinha, de 3 de junho de 2004, e pelo Art. 4º da Lei n.º 9.537, de 11 de dezembro de 1997, tendo em vista a ocorrência de acidentes envolvendo navios de transporte de carga viva (Livestock Carrier), resolve:

Art. 1º Estabelecer que a autorização para atracação de navios de transporte de carga viva somente seja concedida após a realização dos seguintes procedimentos junto às Capitanias dos Portos ou Delegacias subordinadas da respectiva jurisdição:
- apresentação do Seguro P&I contendo as cláusulas de wreck removal (remoção de destroços) e pollution by livestock cargo (poluição por carga viva) ou declaração do Seguro P&I que inclua estas cláusulas adicionais; e
- a realização de inspeção de Port State Control (PSC) para a verificação das condições materiais do navio, com resultados satisfatórios.

Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na presente data.

Vice-Almirante WILSON PEREIRA DE LIMA FILHO

Publicado no Diário Oficial da União em 23 de junho de 2013.

This entry was posted in Agropecuária, Legislação, Normas Técnicas. Bookmark the permalink.

Leave a Reply